Dodô, Loco, Seedorf… Botafogo chega à nona decisão nos últimos 11 Cariocas comments

0 Flares 0 Flares ×

Improvável, mas não surpreendente. Apontado no início do Carioca como quarta força, o Botafogo está em mais uma decisão de estadual. Fato corriqueiro nos últimos anos. O Alvinegro esteve envolvido em nove das últimas 11 finais no Rio de Janeiro.

Desde 2006, o Botafogo ficou fora das decisões do Carioca apenas duas vezes: em 2011, quando o Flamengo venceu os dois turnos, e em 2014, quando o clube optou por um time alternativo no estadual, uma vez que estava envolvido na Libertadores. Nas oito finais anteriores, no entanto, apenas três títulos: 2006, 2010 e 2013. Ricardo Gomes espera melhorar esse retrospecto.

- Se chegamos à final, queremos vencer… Vamos dar trabalho ao Vasco – disse o treinador, após a vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense, neste domingo, em Volta Redonda.

 

E se alguns jogadores, na saída de campo, aproveitaram o momento para desabafar em relação às críticas que o elenco alvinegro sofreu desde o início do ano, Ricardo Gomes garantiu que essa não é sua preocupação.

-  Não estou preocupado em responder ninguém. Estou preocupado a cada dia melhorar o time do Botafogo. Minha preocupação é essa. Se começamos desacreditados e hoje estamos na final, isso não é meu problema. Não é a primeira vez e não será a última. Temos que evoluir a cada dia.

Relembre as últimos decisões que envolveram o Botafogo

2006 – Único grande a se impor

 
Em um campeonato em que as grandes forças decepcionaram – nenhum grande chegou às semifinais da Taça Rio, por exemplo -, o Botafogo soube se impor. Após conquistar a Taça Guanabara em cima do América, o clube decidiu o Carioca contra o Madureira. Na decisão, a camisa falou mais alto, e o Alvinegro venceu as duas partidas no Maracanã (2 a 0 e 3 a 1).

Dodô foi o grande destaque do time comandado por Carlos Roberto. O atacante foi o artilheiro do Campeonato Carioca, com nove gols. O título acabou com um jejum de nove anos no estadual.

2007 / 2008 / 2009 – Flamengo leva o Tri

 

 

 

O Botafogo formou boas equipes neste triênio, mas levou a pior em três decisões seguidas contra seu maior rival. Em 2007, após dois empates pelos menos placar (2 a 2), o Alvinegro perdeu o título nos pênaltis, em um jogo que teve a arbitragem muito questionada.

No ano seguinte, a final da Taça Guanabara marcou mais do que a derrota na decisão. Na final do primeiro turno, um gol de Diego Tardelli, nos acréscimos, deu o título ao Flamengo, novamente com a arbitragem muito questionada, especialmente pelo técnico Cuca. No final do estadual, o Rubro-Negro venceu os dois jogos. Em 2009, o Flamengo conquistou o Tricampeonato, com mais um triunfo na decisão por pênaltis, contra o Botafogo.

2010 – o ano da cavadinha.

 

Após três anos de sofrimento, O Botafogo começou desacreditado, goleado por 6 a 0 pelo Vasco, logo no início do campeonato. Joel Santana assumiu, o time deu liga, e o Alvinegro venceu os dois turnos do Carioca.

E a decisão teve requintes de crueldade contra o Flamengo. Em seu primeiro ano no clube, Loco Abreu colocou o Botafogo em vantagem, cobrando pênalti de cavadinha, no goleiro Bruno. Jefferson ainda defendeu uma cobrança de Adriano. O uruguaio e o goleiro logo tornaram-se ídolos alvinegros.

Loco Abreu, Flamengo X Botafogo 2010 (Foto: Alexandre Durão)Loco Abreu começou a entrar na história do Botafogo no Carioca de 2010 (Foto: Alexandre Durão)

 

 

 

 

 

 

 

2012 – Flu leva a melhor

 

 

 

Campeão da Taça Rio, o Botafogo não foi páreo para o Fluminense, que viveu um ano iluminado em 2012. O time de Osvaldo de Oliveira, que contava com nomes como Loco Abreu, Elkeson, Fellype Gabriel e Renato, foi goleado por 4 a 1 pelo Tricolor, no primeiro jogo da decisão, no Engenhão, que praticamente sacramentou a conquista do Flu. A vitória do rival por 1 a 0, no segundo jogo, apenas confirmou o título tricolor. Como compensação, o Alvinegro teve o melhor ataque da competição, com 35 gols.

2013 – no embalo de seedorf

 

Comandado por Seedorf, o Botafogo sobrou em 2013. Com uma campanha impecável, o time de Oswaldo Oliveira, que também contava com nomes como Vitinho, Rafael Marques, Jefferson, Lordeiro, ainda deixa saudades nos alvinegros.

Campeão incontestável, o Botafogo conquistou os dois turnos. Na Taça Guanabara, vitória por 1 a 0 sobre o Vasco, com gol do lateral Lucas, hoje no Palmeiras. Na Taça Rio, a decisão foi em Volta Redonda, uma vez que o Engenhão estava interditado, e o Maracanã em fase final de obras para a Copa do Brasil. No Raulino Oliveira, o Alvinegro derrotou o Fluminense por 1 a 0, com gol de Rafael Marques, e conquistou seu 20º título estadual.

Seedorf Botafogo campeão carioca 2013 (Foto: Satiro Sodré / Agif)Carioca de 2013 foi o único título de Seedorf pelo Botafogo (Foto: Satiro Sodré / Agif)

 

 

 

 

2015 – de bom tamanho

 

Com um time muito modificado, após o rebaixamento para a Série B em 2014, o Botafogo, assim como neste ano, entrou bastante desacreditado no Carioca. Com uma equipe operária, sob o comando do técnico René Simões, o Alvinegro conquistou a Taça Guanabara, passou pelo Fluminense nas semifinais e chegou à decisão. Na final, no entanto, o Vasco foi melhor e, com duas vitórias, levou o título para São Januário.

GE

Comentários

Comentários